Cosméticos sustentáveis: Componentes da fórmula que devem ser evitados

cosmeticos-1

Nas minhas pesquisas sobre cosméticos e produtos de higiene mais sustentáveis, éticos e saudáveis, descobri um blog incrível chamado Projeto Beleza Saudável. Entre vários posts legais, um me chamou a atenção. Ele listava uma série de substâncias tóxicas presentes na maioria dos cosméticos tradicionais e que podem trazer danos enormes à nossa saúde e ao planeta. Entrei em contato com a Yumi, autora do blog, e ela (uma fofa) autorizou que eu publicasse a lista negra aqui.

Achei a lista MUITO útil e acho que você também vai gostar. Leia, compartilhe, comente, verifique os rótulos dos produtos que usa em casa e procure alternativas mais sustentáveis a esses componentes! ;)

Segue a lista negra de componentes a serem evitados em cosméticos – ela pode crescer com o tempo. Lembrando que estes são os componentes mais comuns. Se quiser saber quais outros também devem ser evitados, leia esta lista do Fig+Sage – clique aqui.
1. METIL, PROPIL, BUTIL E ETIL PARABENO
Basicamente são conservantes e evitam o crescimento de micróbios. Podem causar reações alérgicas. Estudos mostram que podem ser absorvidos pela pele e é um dos componentes mais comuns nos cosméticos embora sejam tóxicos. Também foram encontrados alguns tipos de parabenos em tecidos cancerosos, suspeita-se que podem causar câncer.
2. DEITANOLAMINA (DEA), TRIETANOLAMINA (TEA)
São usados como emulsionantes ou espumantes nos cosméticos. Podem causar alergia, ressecamento de pele e cabelos, irritação nos olhos. São compostos de amônia. Se usados por frequentemente o organismo vai absorvendo e você acaba… intoxicada!
3. SÓDIO LAURIL / LAURETH SULFATO (SODIUM LAURYL/LAURETH SULPHATE)
É o que faz a espuma nos shampoos. Tem propriedade detergente, devido sua ação emulsificante, que remove a gordura da pele, cabelo e até do chão!
Pode causar irritação nos olhos, pele e mucosas.
4. DIAZOLIDINIL UREA, IMIDAZOLIDINYL UREA
Conservantes muito comuns em cosméticos. Estudos apontam que são uma das principais causas de dermatite de contato. Atendem também pelo nome de Germall e não é um fungicida eficaz, assim precisa ser combinado com outro conservante como os parabenos. Para piorar ainda mais a situação Germall libera formaldeído, que já sabemos que pode ser tóxico.
5. PROPILENO GLICOL (PROPYLENE GLYCOL)
Uma glicerina vegetal com álcool de cereais, o que daria o status de natural. No entanto fizeram uma mistura petroquímica sintética que imita a ação umectante do produto natural. Pode causar reações alérgicas, problemas de pele como eczema e urticária. Pode vir escrito como PEG (polietileno glicol) – que é a versão sintética.
6. PETROLATO (PETROLATUM)
Geleia de petróleo, um óleo mineral que é usado por sua ação emoliente. Não traz nenhum benefício para a pele e além do que, forma uma espécie de “filme”, um celofane que impede a pele de se hidratar ou assimilar os ingredientes benéficos que seu hidratante possa ter.
Se não traz nada de bom, por que o usam?! Pelo seu custo extremamente baixo.
7. COPOLYMER VA/PVP
Derivado do petróleo muito utilizado em sprays,cremes de pentear e outros cosméticos. Sua toxicidade vem de suas partículas que quando inaladas podem causar danos nos pulmões de pessoas suscetíveis.
8. CLORETO DE STEARALKONIUM (STEARALKONIUM CHLORIDE)
Combinado de amônio quaternário encontrado em cremes e condicionadores de cabelo. Foi criado pela indústria de tecidos como amaciante, e é usado por ser mais barato e fácil de usar em produtos capilares do que óleos essenciais e proteínas, que são benéficos para o cabelo.
Amônio já diz tudo- é toxico e por assim ser pode provocar reações alérgicas.
9. CORANTES SINTÉTICOS
São usados para dar um aspecto atraente aos cosméticos. Normalmente se apresentam como FD&C ou D&C, e acompanhados por uma cor e um número. Exemplo: FD&C Laranja n.4 / D&C Lilás n.5 – e sim: corantes sintéticos podem ser cancerígenos.
São encontrados naquele hidratante de cor linda ou na sua tintura de cabelo.
10. FRAGRÂNCIAS SINTÉTICAS
Este composto pode ter até 4000 ingredientes. Não há como saber quais são estes químicos, já que no rótulo diz simplesmente “fragrância”. E estes podem causar problemas como dores de cabeça, problemas de pele, respiratórios, vômitos e um sem número de disfunções.
11. ETANOLAMINAS (ETA OU MEA)
Líquido tóxico e corrosivo, são usados frequentemente para ajustar o pH ou viscosidade dos produtos. Embora correspondam à menor porcentagem de uma fórmula, provocam instabilidade no produto e podem causar alergias e irritações na pele.
12. BHT (BUTYLATED HIDROXYTOLUENE)
Composto orgânico lipossolúvel, produzido a partir do Cresol e do Isobutileno, um antioxidante usado como aditivo alimentar e conservantes para remédios e cosméticos. Suspeita-se de causar câncer. Foi banido no Japão em 1958 e em outros países, como Romênia, Suécia e Austrália e nos EUA foi banido de alimentos infantis.
13. TRICLOSAN
É basicamente um pesticida, tóxico e poluente ambiental – muito usado em sabonetes antibactericidas, mas também vários produtos. Pode dar problemas no fígado e desregular a tireoide. Estudos têm demonstrado que não é efetivamente filtrado durante o tratamento de água, há traços dele em rios e lagos no mundo todo.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta