Dia Mundial Sem Carro – um caminho sem volta

Não adianta estacionar na ciclofaixa, reduzir os impostos sobre carro, reclamar das preferências para os ônibus e xingar quem tirou “sua” vaga de estacionamento dali.

Não adianta tentar remar contra a correnteza, criticar o inegável nem agarrar com tanta fúria aquela ideia vencida de que o melhor é o que for melhor pra mim.

Não adianta querer ficar parado no tempo só para não abrir mão de seus próprios privilégios e dizer que nada vai dar certo porque o Brasil não é a Europa.

Não adianta porque, gostando ou não, o futuro terá menos carro e ele será melhor assim.

A revolução já começou.

Join us!

Comentários

comentários

Deixe uma resposta