Novidades na horta!

horta1

Quem acompanha o blog deve lembrar da horta que fiz aqui em casa (quem não lembra pode rever o vídeo aqui). Dois meses e um pouquinho depois, ela continua rendendo. Como algumas pessoas comentaram, as latinhas de leite, que não receberam tratamento contra a ferrugem, oxidaram em dois tempos. Para não prejudicar as plantas (e a gente, que come depois) eu tive que trocar as latinhas por vasinhos tradicionais.

Além da questão da ferrugem, as plantas já estavam sem espaço para as raízes na latinha, então a troca acabou sendo mesmo necessária. (Pausa para a reflexão e para a dica de que nem tudo que é bonitinho e sustentável dá certo. Pode até dar, mas tem que pensar em todos os detalhes antes!)

horta7

Quanto às plantas… bom, algumas estão mais vivas do que nunca, como a hortelã e a pimenta (olha o resultado de uma das “colheitas” aqui). Outras conseguiram ressuscitar depois da mudança de vasos, menos o manjericão. É minha gente, eu matei meu manjericão…

– Um minuto de silêncio –

E pelo jeito foi afogado, já que o tronco começou a ficar marrom e me disseram que foi excesso de água. Me contaram também que eu poderia colocar uns galhos na água por algumas semanas até a raiz começar a brotar e plantar novamente na terra. É o que estou fazendo, portanto ainda há esperança… (Se alguém souber mais alguma dica que possa me ajudar, por favor, deixe nos comentários!)

horta6

Mas tirando a parte dramática do manjericão semimorto, o mais importante mesmo é que eu fui enfeitiçada pela magia de colher temperinhos na horta e colocar direto no prato. Sim, é econômico, é saudável (um pouquinho de agrotóxico a menos na nossa vida é sempre bom), é sustentável, mas o melhor mesmo é que é seu!

Você que cuidou, viu o brotinho crescer, colheu, tudo ali na sua varanda. Isso me inspirou tanto que já comprei outras sementes e (com fé em Nossa Senhora da Horta Caseira) em breve teremos salsa, coentro, rúcula e camomila na área!

horta2

horta3

horta4

Para você, que está namorando a ideia de uma hortinha em casa, se jogue! Em tempos onde o contato com a natureza é quase zero, onde ninguém mais sabe de onde vem o alimento nosso de cada dia e em que meter a mão na terra virou uma experiência inédita, um punhado de sementes, adubo e água podem fazer uma pequena revolução em sua casa. :)

Comentários

comentários

Deixe uma resposta