Um desabafo

Por cidadãos que amem tanto as suas cidades quanto os seus times de futebol (#BBMP)
Por cidadãos que amem tanto as suas cidades quanto os seus times de futebol (#BBMP)

Eu sou baiana, soteropolitana e tricolor. Cresci em uma família de calorosos torcedores do Esporte Clube Bahia, na qual ninguém nem cogita a possibilidade de torcer por outro time, e devo ter aprendido a falar “Baêa” logo depois de “mamãe” e “papai”. Pois bem, você deve estar sabendo da crise pelo qual meu amado tricolor está passando, né? Além de ouvir todo o tipo de desaforo dos arquirrivais rubro-negros (eles nos golearam por 5 a 1 e 7 a 3 no período de um mês), temos que ver manchetes diárias com denúncias de picaretagens envolvendo a direção do clube.

“Mas, Clara, o blog não é sobre sustentabilidade? Que ideia é essa de falar de futebol?”.

Sim, meus amigos, o blog realmente não tem nada a ver com futebol e toda essa introdução foi para falar da nova campanha da torcida tricolor, que está exigindo mudanças e melhorias no clube. Olha só:

Lindo, né?

“Mas, Clara, ainda não entendi o que isso tem de sustentável…”

Caaalma, eu chego lá.

Logo que soube do movimento, eu assisti ao vídeo e fiquei pensando: “Poxa, que massa, cidadãos unidos e engajados reivindicando melhorias. Que pena que isso só acontece no futebol… :/”

Não me levem a mal, acho a iniciativa realmente ótima (até porque, como deve ter ficado bem claro, sou tricolor e quero sambar na cara dos rubro-negros o quanto antes), mas fico triste de não ver o mesmo engajamento em outras áreas que merecem tanto ou mais atenção da sociedade.

Sim, eu sei que tem muita gente por aí fazendo coisas legais e lutando por cidades melhores. Mas essa paixão fervorosa em defender algo que é seu, como um time de futebol, também deveria existir pela escola do bairro, o posto de saúde da região, as lixeiras, pontos de ônibus e orelhões degradados diariamente, pelo nosso dinheiro que está indo parar em bolsos corruptos, pela biblioteca sem livros, as ruas esburacadas e os serviços que não funcionam, enfim, por tudo que é nosso. E sim, meus amigos, as cidades são NOSSAS – e não de prefeitos, secretários ou qualquer outro servidor público. Eles estão lá para administrar o que é nosso, mas repito, é nosso.

Companheiros tricolores, contem comigo. Nosso amado Bahia merece mais e vamos brigar por isso. Afinal a gente luta pelo que ama, né? Só peço que depois que essa crise passar e voltarmos a golear o Vitória na nossa Arena Fonte Nova, não esqueçamos que existem outras coisas que amamos e que merecem a mesma devoção, como nossa cidade, por exemplo…

Obs.: Isso serve para qualquer cidade e qualquer time, ok?

Comentários

comentários

Deixe uma resposta